Ser livre não custa nada, é de graça

Olá piratas da internet, tudo bom com vocês?

O post de hoje é sobre essa mudança, radical para alguns, de utilização de programas. Como eu falei no post anterior existem ferramentas que você pode usar sem pagar nada e pode também fugir da obsolescência programada que alguns fabricantes de software fazem.

A principal mudança é o Sistema Operacional, porque no mundo GNU/Linux o que não falta é opção para se instalar em sua máquina. Uma coisa bastante comum que observo em iniciantes é informar o seu hardware e perguntar qual a melhor opção para instalar em sua máquina e se EU uso arch linux, ubuntu ou debian vou acabar falando o que uso, por questões de facilidades pessoal ou afinidade e isso é um ponto negativo. Negativo mandar uma pessoa usar uma distribuição GNU/Linux? Calma que explico :).

Um novato ou usuário recente no mundo GNU/Linux geralmente é direcionado através de pessoas “experientes” e costumam fazer, instalar e testar coisas que outras pessoas as indicam sem ter conhecimento do que se trata e/ou conhecimento das filosofias que as distribuições possuem e acabam tendo dificuldades no inicio de sua caminhada no mundo GNU/Linux. A minha indicação é fornecer links ou explicar o motivo de está indicando a distribuição X e apresentar detalhes de como é o funcionamento da mesma e não fala uma resposta simples achando e/ou querendo que o usuário entenda perfeitamente o que está falando, pois se você o direcionar de forma correta ele não somente se consolida na utilização do Gnu/Linux como também pode convidar outras pessoas para usarem.

Eu não irei entrar em muitos detalhes de como é o funcionamento das ferramentas senão o texto será muito longo e cansativo de se ler, irei comentar ferramentas nas quais você pode ter um sistema funcional e fazer o que um usuário comum costumava fazer em seu sistema que provavelmente era pirata.

Uma das principais desculpas, reclamações e piadinhas de pessoas que não migram para o GNU/Linux por muito anos foi por causa dos jogos. E mesmo com a Steam com um catalogo de mais de 500 jogos algumas pessoas desinformadas insistem em falar que o GNU/Linux não é uma plataforma de jogos. As Steam Machines rodam exclusivamente GNU/Linux e mesmo assim existem pessoas que insistem que a única plataforma para jogo no PC é Windows.

Uma outra dependência e um dos softwares mais pirateadas que já vi é a plataforma de escritório da Microsoft. Escutamos desde sempre que é a melhor plataforma para se digitar texto, fazer planilhas e apresentações e por conta disso acabamos replicando isso sem ao menos saber que existe uma alternativa livre e gratuita. Estou falando do Libreoffice uma plataforma completa, gratuita e superior com relação a sua principal concorrente. As pessoas não costumam usam pelo simples fatos de estarem acostumadas com o pacote office e por conta disso algumas até pirateiam através do PlayonLinux o software proprietário no GNU/Linux. Você tem uma alternativa que não irá gastar nada e insiste em piratear mesmo assim? É hora de mudar, e mudar para melhor.

Navegador indico o Firefox, pois eu duvido que você consiga utilizar o Internet Explore com 20 abas abertas sem travar todo o seu computador. O firefox é gratuito, livre e tem desempenho superior ao navegador padrão do sistema proprietário. Para assistir vídeos temos o vlc um player de música/vídeo que simplesmente toca absolutamente tudo sem grandes problemas.

Para leitura de e-mail temos o excelente e gratuito ThunderBird, desta forma você não tem a necessidade de está sempre abrindo seu navegador para verificar se tem novos e-mails. Para armazenamento na nuvem você pode criar e disponibilizar um servidor usando o Owncloud e não ficar dependente de serviços como Dropbox, OneDrive e etc.

Para gravação de CD/DVD você pode utilizar o Brasero ou K3b para gravar suas mídias ou seus backups sem a necessidade de fazer a compra do software para tal. Para fazer buscar e evitar o rastreamento temos o duckduckgo que é um excelente buscador. Caso tenha alguma dúvida na utilização da sua distribuição ou queira conversar com pessoas que utilizam a mesma distribuição que você temos a Freenode que é uma rede IRC que hospeda a maioria dos canais de distribuição e projetos open-source. Não tem existe a necessidade de utilizar software trial no GNU/Linux, para isso basta usar o pidgin, BitlBee.

Viu como tem alternativas?! Agora só depende de você fazer as mudanças e ser uma pessoa livre, poder instalar, copiar esses softwares em quantos computadores quiser sem se preocupar com chaves, atualizações e pirataria.

Ser livre não custa nada, só depende de você.

Anúncios

2 comentários sobre “Ser livre não custa nada, é de graça

  1. kill disse:

    Cara, eu acho que ao pagar uma licença tu opta pela comodidade e pela transferência de resoluções.Nesta vida à galope seria a opção mais cômoda.Entrei no “mundo livre” por necessidade profissional e essa cachaça me dominou.Mas não me(nos) bitolou para compreender que as idéias vendem e (infelizmente) o mundo gira em torno dos pila$.Não sei se a minha visão pseudo-light-capitunista é a correta para o mundo,mas pra mim funfa.Entre meus bordejos reparei nos comentários do “corvolino”,então parei aqui. Vida longa ao linux ! Abç

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s