Arch Linux Survival Guide

Olá a todos, tudo bem? Venho aqui replicar um post do meu colega Leandro Inácio. Espero que gostem da leitura.

Repliquem e creditem por favor. Até a próxima 😉
____________________

No The Linux Action Show do dia 02 de Junho os apresentadores falam como foi passar 1 semana usando Arch Linux e postaram alguns links interessantes.

Um deles foi o Arch Linux Survival Guide, criado pelo blackout24!

Achei bem interessante o guia e alguns comentários, como consequência segue a tradução…

Por blackout24

Aqui está a minha tentativa de coletar um conjuto de guidelines que irão fazer sua experiência com o Arch Linux mais agradável! Apenas como as coisas que você vê Bear Grylls fazer no Discovery Channel e não é algo que você precisará diariamente, mas no caso de encontrar-se perdido na selva você agradecerá saber onde encontrar larvas saborosas.

Sobrevivendo no fórum

Esta primeira é muito fácil. Muitos gostam de acreditar que os usuários do Arch sentem-se elitistas e darão aos novo usuário tempos difíceis no caso de ajuda. Simplesmente lembre de 3 coisas quando pedir ajuda para resolver um problema:

Diga a eles o que é o seu problema e o qual o resultado esperado
Diga a eles o que você fez antes deste problema acontecer e o que você tem instalado e configurado
Diga a eles o que você tentou para resolver o problema mas sem sucesso

Se você mostrar algum esforço no seu post, você encontrará no fórum um ótimo lugar para conseguir ajuda e a primeira resposta costuma resolver seu problema. É muito raro que alguém venha te pedir pra fazer algo totalmente não relacionado, como já aconteceu comigo nos fóruns do Ubuntu. Mostre a eles que não espera que leiam sua mente, dê todas as informações que tiver. Usuários do Arch odeiam ter que guiar para pegar informações relevantes. Também irão ver se você coloca 10 segundos no seu post e espera que eles gastem 5 minutos dando a você a solução em uma placa de prata. Muitos acharão seu comportamento rude e irão ignorar você ou vão trollar.

Como evitar quebras no sistema em primeiro lugar

Arch dá muita liberdade para melhorias e experimentos. Isto me conduz a tentar constantemente coisas novas no meu sistema quando comecei a usar o Arch. Se você trata seu sistema como sandbox porque você sempre queria tentar usar coisas novas e experimentais, não fique surpreso se algo quebrar. Todas as vezes que baguncei meu sistema no começo foi por não ter entendimento completo do que eu estava fazendo. Não foi culpa do pacote quebrado foi eu fazendo coisas erradas isto pode ser difícil de admitir para você mesmo. Se você não sabe o que comando faz não copie no terminal e pressione [Enter]. Se você quer melhorar e tentar coisas experimentais use um LVM snapshot então você pode fazer rollback ou instalar uma Máquina Virtual. Tendo um snapshot estável que você possa iniciar no geral é útil.

Usando o pacman

Não é necessário sempre olhar a seção news do site todo dia então você apenas digita “pacman -Syu”. Se o pacman mostrar algum erro como “o arquivo já existe no filesystem” e aborta o processo de atualização (sem sobreescrever o arquivo) é hora de ir no archlinux.org (pode ir no archlinux-br.org, que a notícia foi traduzida e com dicas para não ter erros (; ), porque isto pode ser uma mudança significativa que quer intervenção manual. O anúncio de notícias dirão a você como resolver de forma segura. Isto aconteceu 3-4 vezes nos últimos 2 anos. SIMPLESMENTE NÃO USE -f (–force) A MENOS QUE A NOTÍCIA DIGA PARA FAZER. Você neste caso está basicamente pedindo para se ferrar. É uma ótima ideia inscrever-se na lista de e-mail arch-dev-public assim você saberá sobre as mudanças no futuro e possíveis intervenções manuais. Existem vários usuários que contribuem e podem te ajudar com sua “pacman discipline”. Procure por “pacnanny” ou “pacmatic” nos fóruns do Arch Linux. Pergunte a você mesmo se precisa atualizar quando você tem um importante trabalho a ser finalizado.

Seja cuidadoso quando remover pacotes com “pacman -Rsc”, “-Rs” ou outros parâmetros como “-Rdd”. Quando limpar dependências que tenham sido instaladas por outros pacotes verifique duas vezes o que você está atualmente removendo. Se você quer saber porque algo foi instalado olhe com “pacman -Qii ”

Nunca instale pacotes com “pacman -Sy “. Leia aqui caso queira saber o por que: https://wiki.archlinux.org/index.php/Pacman#Partial_upgrades_are_unsupported

Leia cuidadosamente a saída do pacman. Se algum arquivo for salvo como *.pacsave ou *.pacnew eles devem ser mesclados com “sudo pacdiff”. Imagine ter um pacman.conf customizado, agora o pacman atualiza para uma versão nova e todos os arquivos atualizados. Ele simplesmente não irá sobreescrever seu pacman.conf com o novo arquivo mas salva o novo como *.pacsave(**). Então tenha certeza de mesclar estes arquivos, caso contrário você vai usar o novo pacman com arquivo de configuração antigo e talvez incompatível. Algumas vezes você também verá mensagem de pós instalação no seu terminal. Por exemplo se você instalar “chomium-pepper-flash” você será avisado para desativar outros plugins do flash no chrome://plugins ou caso contrário você estará em apuros. Se você acha que esqueceu estas mensagens baixe o pacote como tarball e olhe no arquivo *.install que gerencia a rotina de instalação.

Usando o AUR

Lembre-se sempre que o AUR contém pacotes não suportados/oficiais. Se você substituir algum componente essencial do sistema pro algum pacote do AUR não fique surpreso se as coisas ficarem propensas a quebrar. Qualquer um pode submeter pacotes e não machuca olhar a PKGBUILD antes de instalar alguma coisa. Se você é registrado no AUR, você pode clicar em “Notificação de novo comentário” para ficar atualizado e ver se outras pessoas estão com problemas em um determinado pacote.

Aprenda a fazer downgrade

Pacman mantém os pacotes baixandos no /var/cache/pacman/pkg. Se você tiver problemas com o kernel mais novo por exemplo o pacote anterior pode estar lá a menos que você tenha executado “pacman -Scc” para ter mais espaço. Neste caso você pode executar “pacman -U . Você pode ter seu cache do pacman num compartilhamento de rede e montá-lo em outros computadores se você que ser legal e quer um bom cache para downgrade. Se você não tem o pacote que você está procurando olhe no ARM (Arch Rollback Machine) que armazena pacotes antigos. Existe também muitos utilitários para downgrade neste caso você pode baixar as dependências caso necessário.

Como gerenciar em casos drásticos

Então seu computador não inicia?

  • Respire fundo
  • Tente lembrar o que você acabou instalando no sistema
  • Inicia o seu Arch Live usando um dispositivo USB
  • Monte a partição princial e execute arch-chroot /mnt
  • Olhe no /var/log/pacman.log e procure pelo que instalou recentemente
  • Frequentemente “mkinitcpio -p linux” para recriar a initramfs ou uma atualização completa “pacman -Syu” ajuda
  • Se ainda não for bem sucedido, colha informações e procure no fórum do Arch Linux se o problema for conhecido. Se não comece uma nova thread na seção correta do fórum.
  • Por Kai_Sforza

    Hey, sou usuário do Arch e penso que isso mostra que o Arch foi bem feito. Apenas algumas coisas que eu gostaria de enfatizar e apontar:

    1) O AUR é para pacotes sem suporte. Se você está usando algo que instala coisas do AUR, ex. yaourt, esteja consciente. Quando você atualizar usando o yaout, você pode causar um monte de falhas no seu sistema. (Recomendo o cower, ele simplesmente baixa e verifica os updates, forçando-o ao menos você mesmo executar “makepkg”). O único wrapper do pacman que recomendo é o pacmatic, ele não faz nada com o AUR, ele simplesmente mostra as notícias para você.

    2) Usando os fóruns/IRC. O ponto principal que será dito a você, não importa o que você faça, é que você precisa ler. Conheço vários usuários que não se sentem confortáveis com isto, e ligeiramente reclamam disso. Enquanto concordo que pode ser irritante, se alguém educadamente diz-lhe para ler um artigo da wiki, recomendo fazê-lo. Nove em cada dez respostas estará lá. Com esta informação, você pode evitar que os usuários se irritem no canal do Arch através de uma prévia leitura. Pesquisando por seus problemas no google, e se você não encontrar nada, ENTÃO você pede ajuda. Você será muito bem vindo se nós não tivermos que pegar as coisas no google para você. Não que não faremos, é que existem muitas pessoas e não apenas você, se você vai num canal com mais de 1500 pessoas, você não vai querer duplicar o trabalho, em especial em dias movimentados.

    3) Downgrade de pacotes. Não o faça a menos que existam pacotes quebrados. Como blackout diz, upgrades parciais não são suportados, e realizar downgrade de um pacote aparenta ser pacotes parciais. Existem casos raros onde isto faz sentido, mas 99% das vezes, realizar downgrade é apenas para usar pacotes para resolver problemas de pacotes novos com problemas.

    4) Este não é um negócio ou qualquer coisa super importante, aprender a usar o systemd. Te ajudará a diagnosticar melhor os problemas dos serviços (ex. sshd, dhcpcd, netctl…). Novamente, não é uma crítica, mas te ajudará e irá sentir-se muito melhor. Também, sessões do usuário.

    Para aqueles que estão querendo iniciar no Arch e estão com medo do ambiente do #archlinux, existe um canal #archlinux-newbie que eu gostaria de sugerir uma visita sempre que você puder. Nós tentamos ser mais gentis as pessoas que são novas no Arch. (Eu vou por o nome de “kaictl” na rede freenode, se você quiser me pingar sobre algo).

    E, finalmente, obrigado pela leitura.

    (**) Não é pacsave, pacsave é na hora da remoção do pacote, o correto é pacnew (atualização)!

    Tradução: Leandro Inácio
    Revisão: Denis Falqueto / Fernando Alves

    Anúncios

    10 comentários sobre “Arch Linux Survival Guide

    1. Raphael P. R. (@raphapr) disse:

      Dicas muito boas, apesar de ser usuário do Arch há mais de 2 anos, eu não conhecia o pacdiff, sempre usei o vimdiff e modificava a diferença na unha, oq é no mínimo trabalhoso.

      Dou ênfase sobre a frequência no qual o sistema é atualizado, até ano passado eu atualizava praticamente todos os dias com o “pacman -Syu” e nem se quer lia a seção news do site, isso já me deu muita dor de cabeça. Hoje em dia fico atento às notícias e atualizo apenas 2 vezes na semana.

      • corvolinoPUNK disse:

        Sim, muitas pessoas tem a mania de não verificar notícias e o resultado de uma atualização e depois tem alguns problemas. Essas dicas são bem úteis sim.

        Abraços

      • corvolinoPUNK disse:

        is an interesting text that many users need read before use or even those who already use. From a good idea of how the community works arch linux and how to get the most out of it.

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s